Estetoscópio em cima de papeis de anotação

Vinho aumenta ou diminui a pressão arterial?

Saber se o vinho aumenta ou diminui a pressão arterial é preocupação de muito amante da bebida. Isso porque a incidência de pressão alta no Brasil é alta. Estimativas apontam que o problema atinja mais de 30 milhões de pessoas no país.

Por outro lado, também é verdade que o brasileiro tem bebido mais vinho. Em 2019, então, nem se fala. O confinamento forçado pela pandemia da COVID-19 fez aumentar os índices de consumo de vinho. Dados do IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho) apontam que cresceu por volta de 18,5% o percentual de consumo da bebida, comparando 2019 ao ano anterior.

Mas vamos ao que interessa: afinal, o vinho aumenta ou diminui a pressão arterial?

 

O que significa pressão arterial?

Trata-se da pressão exercida pelo sangue ao ser bombeado pelo coração. É por meio das veias e artérias que o coração recebe o sangue oxigenado, o enviando para o restante do corpo.

Para que esta tarefa seja concluída com sucesso, é necessária pressão, que deve ser menor que 120/80 mm/Hg (milímetros de mercúrio) ou 12 por 8.

Contudo, nos quadros em que a pressão exercida pelo sangue nas paredes das artérias e veias for maior, o resultado é a pressão alta (hipertensão).

 

Vinho faz bem à saúde?

Sim! E nós dedicamos um post somente a este assunto aqui no blog. Evidentemente, como toda e qualquer bebida alcoólica, é preciso apreciar o vinho com moderação. Falaremos mais a respeito logo abaixo.

Com muita frequência, pesquisas expõem os benefícios do vinho, mesmo para portadores de doenças crônicas. É fato, portanto, que a bebida mais antiga do mundo faz bem, quando consumida sem exageros, é claro. Os grandes responsáveis por isso são os polifenóis e o resveratrol. Na matéria que apontamos acima, você pode entender melhor.

 

Vinho prejudica a pressão arterial?

Muitos estudos sobre a relação das doenças cardíacas com o vinho já foram feitos. Existem conclusões que se divergem. Entretanto, de acordo com informações do site do Dr. Dráuzio Varella, é realmente à quantidade ingerida que devemos nos ater. “O consumo excessivo da bebida alcoólica, claramente, eleva a pressão arterial e está associado a maior risco de morte por doenças cardíacas”, revela um artigo no site.

No entanto, consumir com moderação não gera quaisquer problemas, quando se tem hábitos saudáveis, check ups médicos frequentes e consciência. Médicos, a exemplo do próprio Dr. Dráuzio Varella, afirmam que o limite de uma dose diária para mulheres e duas para homens (em “dose diária”, lê-se “taça de vinho”) são plenamente aceitáveis para uma pessoa com a saúde em dia.

Aprecie com moderação! Tim tim!

I Love Vinhos

Nosso nome fala tudo sobre nós. Somos apaixonados por vinhos.

One comment on “Vinho aumenta ou diminui a pressão arterial?

Deixe um comentário