Mas o que é um vinho verde? Saiba tudo sobre ele!

Apreciadores de vinhos portugueses não podem deixar de provar o famoso e tradicional Vinho Verde, um rótulo tão exclusivo e com tanta história para contar. Seu sabor leve e extremamente refrescante tem conquistado fãs ao redor de todo o mundo.

Mas afinal, você sabe o que é um vinho verde, suas origens e as principais características? Não? Tudo bem, separe sua taça e venha desvendar todos os mistérios desse delicioso vinho português neste post. Vamos lá?

Por que o vinho verde tem esse nome?

Muito se engana quem acha que o vinho verde tem esse nome por causa da sua cor, viu? São batizados de vinhos verdes aqueles que foram elaborados em uma região demarcada no noroeste de Portugal, chamada Vinhos Verdes. Curioso, não é? Então, quando você for escolher esse vinho já sabe que é feito exclusivamente nessa região e em nenhum outro lugar do mundo!

Mas então, por que essa região se chama Vinho Verde?

Há duas teorias sobre a origem do nome dado a essa região: há quem diga que o nome “Vinhos Verdes” é uma homenagem à paisagem típica e natural do local, que é cheia de montanhas e colinas belíssimas e repletas de verde – que ficam assim independente da estação do ano.

A outra teoria diz que a região leva esse nome porque as uvas eram colhidas verdes, antes de estarem completamente maduras, para fazer a produção dos vinhos. Um grande mistério e ótimas histórias para contar na hora de saborear um bom vinho com os amigos, não acha?

Agora que você conhece um pouco da origem do vinho verde, que tal passarmos para as características e conhecer um pouco mais sobre as nuances de sabores e aromas? Vamos lá!

Uma variedade de cores e sabores

É muito comum que as pessoas confundam o vinho verde com relação aos seus sabores e, por mais que pareça bobo, com suas cores. No tópico anterior já te adiantamos que o vinho só leva esse nome devido à região onde é produzido, certo?

Então, tem vinho verde tinto? SIM! Um vinho verde pode ser branco, rosé ou tinto, já que o que determina a cor do vinho é o tipo de uva e o seu processo de produção.

A característica que dá vida ao vinho verde é seu alto grau de acidez, isso porque as uvas são colhidas antes de estarem maduras e, por isso, contêm menor quantidade de açúcar. É um vinho considerado jovem, para ser consumido entre 2 ou 3 anos, porque em sua produção não é necessário um longo período de maturação, o que reforça ainda mais o seu frescor, outra característica marcante que faz o vinho ser bastante apreciado em dias mais quentes.

Você sabe qual é a uva do vinho verde?

A maior particularidade – e o segredo – do Vinho Verde são suas uvas, que são tipicamente portuguesas e cultivadas apenas na região que dá nome ao vinho. No total há 47 castas de uvas que são permitidas para produzir o vinho, mas as mais comuns nos rótulos são:

  • Uvas de vinhos brancos: Arinto, Alvarinho, Avesso, Loureiro, Azal, Trajadura e Fernão Pires
  • Uvas de vinhos tintos: Borraçal, Espadeiro e Amaral
  • Uvas de vinhos rosés: Touriga Nacional

Vinho verde tinto

São vinhos de coloração intensa (espuma mais rosada ou avermelhada), com aromas de frutas silvestres e, claro, com as características marcantes desse tipo de vinho: acidez e muito frescor.

Vinho verde branco

As cores desse tipo de vinho variam, desde o citrino até com tons de palha. Seu sabor tem uma acidez mais intensa e suas uvas brancas intensificam os aromas frutados e florais. Uma ótima pedida para paladares mais fortes.

Vinho verde rosé

As uvas que são usadas para esse tipo de vinho proporcionam níveis de açúcar mais perceptíveis, o que faz com que ele tenha o sabor mais adocicado com baixo teor alcoólico. Sua cor varia entre o levemente rosado até o rosa mais carregado, com aromas de frutas frescas.

Qual o teor alcoólico do vinho verde?

Por serem produzidos com uvas mais verdes, ou seja, antes do ponto de maturação, o vinho verde tem um menor índice de açúcar e, por consequência, entregam um produto com baixo teor alcoólico.

Quando beber vinho verde?

Agora que você já sabe tudo sobre o vinho verde, chegou a hora de escolher os melhores pratos para harmonizar com seu delicioso sabor. Esse tipo de vinho é ideal para dias mais quentes e deve ser servido frio para atenuar ainda mais seu sabor refrescante.

Como são vinhos leves, refrescantes e ácidos, combinam bastante com frutos do mar, peixes e mariscos. Mas se você aprecia frituras como coxinhas, bolinho de bacalhau ou até um frango a passarinho, saiba que o vinho verde também é ótimo, porque faz com que a gordura seja menos enjoativa e pesada. É o tiro certo para equilibrar o sabor!

Se ainda tem dúvidas nossa dica é harmonizar o vinho verde com pratos típicos portugueses, afinal, é uma produção exclusiva do país, nada melhor do que combiná-lo com as delícias de Portugal. Se você quer aprender mais sobre harmonização de vinhos, não deixe de ver nosso post sobre o assunto para viver ótimas experiências de sabor.

E aí, gostou das nossas dicas? Deu água na boca, não é mesmo? Continue acompanhando nosso blog para conhecer informações incríveis sobre o universos dos vinhos, escolha sua garrafa preferida e saúde! Até o próximo post.

Delci Werle é sommelière gaúcha, casada, mãe de duas filhas. Da família de descendência alemã, herdou a paixão por vinhos e gastronomia. Com o marido, veio o empreendedorismo e a distribuição de bebidas em São Leopoldo, Rio Grande do Sul.

No currículo, cursos e conhecimentos diversos. Graduada na área da educação nos anos 80, passando por Secretariado Bilíngue (Unisinos) e mais recentemente um MBA em Inovação, Liderança e Gestão 3.0 (PUC-RS), Delci já trabalhou como professora e por longos anos esteve na indústria.

De 2009 pra cá, a gestão dos negócios tomou conta da sua rotina em definitivo. Atualmente, Delci está à frente da Werle Comercial, um dos maiores e-commerces de bebidas do Brasil. Ela sabe que empreender não é tarefa fácil atualmente, mas o desafio também é seu hobby: “o empreendedor deve estar em constante atualização, sempre atento às tendências de comportamento dos consumidores. Tenho sede por conhecimentos, novidades. Estou sempre me atualizando e de olho no que acontece no mercado!”.

Deixe um comentário